01 setembro 2008

Lucy and the Popsonics - A Fábula (Ou A Farsa?) de Dois Eletropandas


 
Por Sandra Martins

Energia nuclear, amores grudentos, a moda do brit-pop, corações desiludidos e até uma música em francês. Esses e mais alguns são os ingredientes que fazem parte do eletrorock do CD Fábula (Ou a Farsa?) de Dois Eletropandas da Lucy and the Popsonics.

Vamos começar pela capa (sim, pela capa e encartes, afinal eles também fazem parte do pacote!) que é uma foto dos eletropandas confortavelmente sentados num sofá. Abrindo a caixinha, vemos um trabalho bem elaborado de arte que enche o disquinho, a parte de dentro e ainda o encarte, que traz fotos bacanas dos pandas elétricos numa perspectiva bem diferente das fotos usuais de CD.

Falando do conteúdo principal (as músicas), o CD abre logo com Garota Rock Inglês, que fala sobre essa idolatria pelas bandas do brit pop/rock. A letra cita Coldplay, o famoso chá das três e ainda Lord Byron (se você faltou às aulas de literatura da escola, nem vai lembrar quem o cara é) para ilustrar o amor de um garoto punk por uma menina indie brit pop. Muitas guitarras dão o ar da graça da canção, que mistura bem os elementos eletrônicos e roqueiros. Saindo da Inglaterra, chegamos a Estetoscópio, que tem uma letra bem descompromissada e com o objetivo musical de fazer a pessoa chacoalhar o esqueleto. Seguindo o objeto médico, vem a canção do coração partido Coração Empacotado. Com uma letra bem engraçada e um final diferente, a música tem as costumeiras guitarras (que dão o ritmo) e os elementos eletrônicos a essa candidata a hit. Depois do coração chega uma das canções mais curiosas e bacanas do CD, Meu Gatinho Chernobyl. Tanto o ritmo quanto a letra são bem bacanas e se você pensa que música eletrônica não tem referência ou é só feita de barulho, está redondamente enganado. A música faz uma alusão ao acidente ocorrido na usina atômica de Chernobyl na década de 80 de uma forma inusitada, com um gatinho de personagem principal. Uma das boas surpresas do CD.

Outra canção inusitada é a francesa (isso sim, francesa!) Chanson Française, que foi feita pela vocalista Fernanda e é basicamente uma declaração de amor ao som de muitas guitarras. A moda aparece em Fashion Bloody Fashion, que cita a famosa estilista Coco Chanel. Mudando de praia, chega Eu Quero Ser Seu Tamagochi, que fala sobre os amores grudentos e de personalidades perdidas (“Minha felicidade é por você ser controlado”) que termina com a garota se rebelando com a situação chiclete e terminando o enlace amoroso. Fechando o CD temos Chick Chick Boom. A música fala dos estereótipos musicais brasileiros que são exportados (Carmem Miranda, João Gilberto e afins) e que eles deveriam misturar seu som com os alemães do Kratwerk, os pais da música eletrônica. Outra boa pedida de remexelo esqueletal.

Apesar de fazer parte de uma nova tendência musical, que é misturar rock com música eletrônica, o Lucy and the Popsonics não cai no lugar comum das bandas desse ramo. Eles conseguiram dar identidade ao primeiro trabalho, se estabelecendo como uma das boas promessas do eletro/rock brasileiro.


A Fábula (Ou a Farsa?) de Dois Eletropandas, Lucy and the Popsonics
Lançado: Julho, 2007
Origem: Brasília, Distrito Federal, Brasil
Idioma: Português / Francês
Estilo: Electro-rock

Para quem gosta de: CSS / Jumbo Elektro / Barbiekill




01 Garota Rock Inglês 02 Estetoscópio 03 Coração Empacotado 04 Meu Gatinho Chernobil 05 Chanson Française 06 Fashion Bloody Fashion 07 Eu Quero Ser Seu Tamagochi 08 Chick Chick Boom

MySpaceLast.fmLetras
 
© 2012. Design by Main-Blogger - Blogger Template and Blogging Stuff