23 maio 2008



Impressionante hoje em dia é a falta de informação!

São tantas bandas surgindo hoje em dia que fica inviável a escolha de um nome coerente e de fácil acesso. The M's, esse é o nome da banda e sinceramente não acho muita informação sobre essa banda de Chicago com influencia óbvia dos Beatles. Informações colhidas a partir de sites de relacionamentos (last.fm e myspace, não orkut) mostram que o álbum Real Close Ones seria o terceiro LP da banda e devido a grande falta de informação sobre a banda, ainda não tive a grande oportunidade de saborear os álbuns anteriores.

Definitivamente a desinformação é algo desastroso para uma banda, o som de Real Close Ones não só é ótimo, como é incrível e, apesar do meu gosto duvidoso e sempre boas criticas sobre álbuns "mamão-com-açúcar", vale a pena gastar o dinheiro do bolso para ter um exemplar dessa maravilha no seu quarto.


Com data de lançamento previsto para 3 de Junho desse ano, não perdoada pelo vazamento da internet Real Close Ones já veio aquecendo a critica com sua primeira música Big Sound, mas é claro que com as menções da critica de Chicago sobre bandas e álbuns anteriores dos quais eu nunca ouvi falar, posso dizer que não entendi nada.

Ignorâncias musicais a parte, revisão super rápida sobre o novo álbum ainda não estreado da tão desconhecida The M's: tremi em Big Sound, fervi com Get Your Shit Together e vibrei com o noise de Impossible View. Claro que as outras músicas não ficam pra trás, inclusive a ótima finalização em How Could You.

Um lançamento imperdível!


01. Big Sound 02. Breakfast Score 03. Pigs Fly 04. Don't Be Late 05. Papers 06. Get You Shit Together 07. Ultraviolent Men 08. Naked 09. Impossible View 10. Bros in Arms 11. Tryin to Keep 12. Days in The Sun 13. How Could You

The M's - Real Close Ones
Lançamento: 2008
Origem: Chicago, Illinois, U.S.A
Idioma: inglês
Estilo: rock / psicodelico / indie rock
Influências: The Beatles / Anos 60

18 maio 2008



Por alguma razão, quando soube que o vocalista do Arctic Monkeys, Alex Turner, havia criado um projeto paralelo, eu torci o nariz. Eu pensei: “Incrível, ele vai fazer uma parceria logo com o cara que tocou guitarra na pior música da banda dele”. Quando vi o clipe de The Age Of The Understantement, a minha má vontade só aumentou: “E essa pose wannabe de Lennon/McCartney? Quem esses meninos querem convencer com esse clima noir da música? Que clipe nada-a-ver!”.

Um mês se passou e eu cheguei à conclusão de que um álbum que conta com a participação de Owen Pallett não deve ser ignorado. O cara simplesmente fez os arranjos da parte orquestrada dos dois álbuns do Arcade Fire e de The Flying Club Cup do Beirut, um dos melhores álbuns do ano passado.

É interessante como, depois de três audições, a minha opinião mudou violentamente. The Age Of The Understantement é, sim, um projeto pretensioso. Mas, caminhando na chuva e sentada no ônibus, ouvindo o LP e o EP da banda no meu mp3 player, eu comecei a pensar que funcionou muito bem. A sofisticação dos arranjos e a maneira como as letras são cantadas me levaram a imaginar todo um musical, misturando Moulin Rouge, Sin City e James Bond numa tacada só. Aliás, é maravilhoso como esse álbum soa trilha sonora de musical.


Não chega a ser uma ópera rock, mas é de fato um álbum conceitual. Todas as letras giram em torno de amores perros e de uma femme fatale que brinca com o eu-lírico.

Talvez um dos problemas do álbum esteja justamente nas letras ou no clima tenso e sombrio das músicas. Ora se tornam enfadonhas, ora não... Gera uma certa relação de gosto e desgosto com algumas delas.

Mas eu devo me retratar e dizer que, sim, Alex Turner e Miles Kane trabalham maravilhosamente bem juntos. É até muito surpreendente que ele tenha conseguido colaborar para fazer um álbum tão melhor do que faz no seu insoso Rascals. Mérito do Turner e do Pallett, provavelmente.


01. The Age Of The Understatement 02. Standing Next To Me 03. Calm Like You 04. Separate And Ever Deadly 05. The Chamber 06. Only The Truth 07. My Mistakes Were Made For You 08. Black Plant 09. I Don’t Like You Anymore 10. In My Room 11. Meeting Place 12. The Time Has Come Again

The Last Shadow Puppets – The Age Of The Understatement
Lançado: 2008
Origem: Inglaterra
Idioma: inglês
Estilo: baroque pop / indie rock
Influências: Scott Walker / David Bowie / David Axelrod

+ THE LAST SHADOW PUPPETS:  MySpace - Site Oficial - Letras

10 maio 2008


Influenciados pelo movimento tropicalista até o último fio de cabelo, esses Novos Baianos fundiram samba, chorinho, baião, frevo e rock e foram responsáveis por dois dos melhores álbuns da história de nossa música. Infelizmente, as pessoas parecem ignorar tudo o que não seja Acabou Chorare – o segundo álbum do grupo. É injusto. Culpa das listas, talvez. Seja como for, o seu sucessor – Novos Baianos F.C. – consegue ser tão bom quanto ou até melhor que ele. É com certeza o meu favorito.

Em 1973, os membros da banda moravam em comunidade num sítio no Rio de Janeiro. A convivência proporcionou um álbum ainda ensolarado, como de hábito, mas agora bem mais intimista e de arranjos ainda mais virtuosos, harmônicos e bonitos. As letras cativam de pronto, a identificação é imediata. Cantam a maternidade, o futebol, a fé, as festas, os amores, a brasilidade. É uma verdadeira ode ao cotidiano e à cultura brasileiros. Isso tudo sem perder a chance de alfinetar malandramente o período de repressão política em que viviam e ainda conseguindo fazer deste álbum uma obra atemporal.


Provavelmente, este é o Long Play brasileiro que eu mais escutei até então e o responsável por, aos meus 17 anos, me fazer realmente gostar de música popular brasileira.


1. Sorrir e cantar como Bahia 2. Só se não for brasileiro nessa hora 3. Cosmos e Damião 4. O samba da minha terra 5. Vagabundo não é fácil 6. Com qualquer dois mil réis 7. Os 'pingo' da chuva 8. Quando você chegar 9. Alimente 10. Dagmar

Novos Baianos – Novos Baianos F.C.
Lançado: 1973
Origem: Bahia, Brasil
Idioma: português
Estilo: avant-garde / MPB / rock
Influências: tropicalismo / contracultura
 
© 2012. Design by Main-Blogger - Blogger Template and Blogging Stuff