22 outubro 2009


Sexta – 23 de outubro
abertura dos portões: 20h

Palco Principal

20:30 – CARCARÁ NA VIAGEM (RN)

21:00 – MC PRIGUISSA (RN)

21:30 – CALISTOGA (RN)

22:00 – SICK LIFE (RN)

22:30 – DUSOUTO (RN)

23:00 – FUNGOS FUNK (MG)

23:30 – CHICO ANTRONIC EMBOLA DUB (SP/RN)

00:00 – NATIRUTS

01:20 – MARCELO D2

02:50 – SELEÇAO MADA


Tenda Eletrônica

21:00 MAGÃO/RN - Indie Rock

22:00 BANDA ELECTRO

23:00 Rob/PE [The pub] - Minimal/Techno

00:00 Helper/RN [Dreamtribe] - PsyTrance

01:00 HADRON Live/RN - PsyTrance

03:00 PEDRÃO/GO [Vagalume Records] - PsyTrance

04:00 TWENTY EIGHT Live/MEX-BR [Alchemy records] - PsyTrance

05:00 Kinho/RN [Paradise] - PsyTrance


Sábado – 24 de outubro
abertura dos portões: 20h


Palco Principal

21:00 – GANESHAS (RJ)

21:30 – TRICOR (RN)

22:00 – SONIC JUNIOR (AL)

22:30 – LENZI BROTHERS (SC)



00:20 – PITTY (BA)

01:40 – NAÇÃO ZUMBI + OTTO (PE)

03:10 – SELEÇAO MADA


Tenda Eletrônica

21:00 Dré/RN [MADA]

22:00 Samnoiser-Galaxy-Bee/RN [PUM]

23:00 Funk Emblemas/RN [Funk]

00:00 Atração Surpresa

01:30 Brown/RN [DreamTribe] - Psytrance

02:30 NINAD/ARG [Atkum Records] - Psytrance

03:30 YAGÉ Live/ARG [Atkum Records] - Psytrance

04:30 Shelter/RN [Paradise] – Psytrance

19 outubro 2009



Nublado é Andrei de Ferrer (baixo e backing vocal), Fábio Viana (voz e guitarra), Rayan Lins (bateria e backing vocal) e Alberto Nanet (guitarra), e qualquer semelhança com o Pública é mera coincidência.

A banda paraibana lançou o primeiro EP em março de 2008, contendo 3 faixas. Já em maio de 2009, lançaram seu segundo EP, Voo Livre, gravado no Estúdio Dosol, aqui em Natal.

A pesar do nome da banda nos dar uma idéia de música para dias melancólicos e chuvosos depois de levar um fora do namorado(a), podemos perceber na primeira ouvida que de cinza eles só tem o nome.

A banda Nublado possui uma sonoridade suave e ao mesmo tempo alegre, que trabalha suas guitarras em cima de letras que falam principalmente de amor e relacionamentos conturbados, que passam longe de transparecer tristeza. Pode ser um tema meio bobo e clichê, mas ele ganha um certo charme quando os caras começam a tocar.

01 No Ar 02 Desse Lado 03 Sobre o Caos 04 Suas Asas

Voo Livre EP, Nublado
Lançamento: Maio, 2009
Origem: Paraíba
Gênero: Indie rock
Para quem gosta de: Pública / Moptop



MySpace

15 outubro 2009


Peguem suas Harley Davidson e vamos cair na estrada. Talvez não tenha sido essa a intenção dos caras do Rejects, mas foi a sensação que eu tive ao ouvir o som dos caras em casa. Não necessariamente cair na estrada de moto, mas, com certeza é um ótimo disco para se ouvir no trânsito. Antes de ouvir aqui em casa, eu já tinha conferido uma apresentação deles, e confesso que gostei bastante, tanto que me prontifiquei a falar sobre eles. Mas, depois falo sobre o desempenho deles no palco.

O trio natalense recém formado tem tudo pra contagiar uma grande quantidade de pessoas, já que seu som não é algo restrito. O que mais me fez atrasar essa postagem foi exatamente não saber encaixar o som dos caras em nenhum estilo musical. É rock, claro, mas o que exatamente? Tem um quê de hard rock, e uma pitada levíssima do heavy metal primitivo, talvez uma herança punk. Mas, foi vendo essas várias vertentes que finalmente consegui enxergar a luz no fim do túnel. Sim, o que todos esses estilos têm em comum? Isso mesmo, a gloriosa década de 80, quando a galera fazia música mais pra se divertir e deixar sua mensagem, do que simplesmente música comercial como é feita hoje em dia. Mas, eles fazem esse som antigo parecer algo tão novo, que nem parece ser antigo. Eles eliminam qualquer preconceito que você possa ter com gorduchos barbudos de colete preto e bandana na cabeça.

Outro destaque é a qualidade das músicas, talvez a experiência fale mais alto nesse momento. Melodias bem trabalhadas, uma única guitarra, mas no ponto certo, sem chamar atenção demais, mas sem se esconder, e com uma distorção gostosa de ouvir. O baixo é bastante destacado, com linhas elaboradas, marcando muito bem uma bateria que sabe dosar bem a agressividade. Com relação às melodias, algumas realmente chamam atenção por grudarem na cabeça, o que é o caso de Get Up e Trust, músicas que eu ouvi ao vivo e lembrei facilmente ao ouvir em casa. Já no quesito inovação se destacam duas músicas: Grindlock, por ser instrumental, e Devil’s Corner com seus quase doze minutos de duração.

Muita gente tem certo preconceito com bandas brasileiras que cantam em inglês, e eu até me enquadrado nisso em certos casos, mas tenho que dar o braço a torcer. A pronúncia impecável de Júlio Cortez é mais um ponto que me chamou atenção para o som deles. Um vocal agradável, letras bem feitas, ou seja, eles não devem em nada a uma boa banda gringa.


1 -Get Up; 2 -The Damage Done; 3 -Trust; 4 -Grindlock; 5 -Makin' a Mess; 6 -Fade Away / The Crawl / Sick Lies / Devil's Corner


Green EP, Rejects
Ano: 2009
Gênero: stoner rock
Pra quem gosta de: Motörhead, Foo Fighters, Metallica, Ramones
 
© 2012. Design by Main-Blogger - Blogger Template and Blogging Stuff