24 setembro 2012

SOBRE O EFEITO DAS CORES: MAHMUNDI


 
Por: Henrique Arruda

No novo cenário da música brasileira tem espaço para tudo: Tulipas, Canções de Apartamento, Corujas e Corações, Caravanas, Estrelas Decadentes, Falta de amor em SP, e desde março deste ano, quando Marcela Vale ou Mahmundi, como resolveu se chamar, lançou o seu primeiro EP, há espaço também para o Efeito das Cores.

Clique para fazer o download do EP;)
Seja no cinza escuro das grande avenidas cariocas ou na simplicidade do azul piscina que cobre o corcovado, a policromática cantora e instrumentista de 26 anos é exemplo certeiro quando uma conversa entre amigos chega na inevitável pauta do: "o que você está ouvindo agora?".

Se você não faz ideia de quem seja Mahmundi, vai até o final da postagem dá play no EP, depois volta pra cá e continua lendo o resto da conversa. Advertência: vai ser difícil não se pegar repentinamente cantarolando 'o calor do amor', já que 'como num filme bom', o som suave e tímido da sua voz gruda facilmente na cabeça.

O nome curioso pelo qual gosta de ser chamada, nada mais é do que uma junção entre seu apelido e uma desejo pessoal. "Mahmundi significa um apelido e junção: uns amigos me chamam de 'Mah' e o 'Mundi' era uma ideia que eu tinha de juntar letras, fotografar umas coisas e ter um blog. Seria uma coisa tipo 'meu mundo' - com 19 anos eu tinha essa ideias bonitinhas", explica.

Um pouco mais lúcida sobre o êxito que seu primeiro trabalho musical vem alcançando, ela conversa com o FUGA e reconhece que a experiência como técnica de som no Circo Voador foi fundamental para montar sua base. "Fui técnica por 2 anos e meio no Circo. Mas ao total, já trabalho com som há 5 anos. Foi um período importante, que me deu bagagem e expectativa", contou por e-mail.

E muito embora já tenha comentado em outros momentos que suas maiores influências são Keane, Feist, Atlas Sound, Ariel Pink, Toro Y Moi, mas que acabou encontrando conforto em uma sonoridade oitentista nos mesmos tons de Rita Lee e Marina Lima, Mahmundi diz que sua principal preocupação durante a produção do álbum foi mesmo fazer um som "bem feito".

Marcela Vale, Mahmundi/ Foto: Fivulgação
"O resultado final não ficou muito diferente do que eu imaginei no começo. Não muito. Eu só queria que fosse algo que eu tivesse prazer de ouvir, algo que minha mãe ouviria, algo bonito, bem feito. Cheguei a esse resultado. O disco tá tocando bem e eu gosto do fato de ser curto. As pessoas ouvem quantas vezes quiserem e ainda dá gostinho de repeat", avalia.

Além de Marcela, Efeito das Cores também leva a assinatura de Lucas Paiva e Felipe Vellozo. "Lucas me ajudou no processo de produção e assina as mixagens e masterizações. Vellozo nos ajudou em algumas faixas com seu baixo super potente e seus grooves inteligentíssimos. estou com boas pessoas e o disco cada dia fica melhor ao vivo", comenta.

A baterista que hoje em dia toca mais guitarra, teclado e alguns desenhos de baixo, "pra produzir as ideias", diz que não tem um ritual específico para compor, a coisa flui no bom e velho método 'voz e violão'.  "Ultimamente tenho pensado mais nos arranjos antecipadamente, o processo agora ta ficando encorpado, mas gosto de valorizar letra e música. É sempre meu desafio a cada faixa", detalha.

Foto: Divulgação
Mahmundi 3x3

FUGA: Há espaço no Brasil para essa nova MPB que se arrisca e experimenta mais?

MAHMUNDI: Sim. eu acho que tem espaço pra tudo, assim como tem tempo pra tudo. o que importa é ter coragem e qualidade sonora pra colocar o som na rua, o resto acontece. nao adianta tentar fazer uma organização sobre como sua musica vai circular,ou se ela é nova ou velha MPB. isso já não cabe ao artista decidir. eu inclusive acho que esses rótulos são desnecessários.

F: Como você definiria a Mahmundi e como você definira a Marcela Vale? Onde as duas se separam e como as duas se misturam?

M: Nao sei. a ideia inicial era fazer projetos, vários, e eu não queria estampar meu nome neles porque eu quero ter essa liberdade. Mahmundi é um apelido meu, então quando as pessoas me chamam elas dizem: 'e aí,Mahmundi?' haha, aí eu deixo pras pessoas decidirem. Mas é isso: Mahmundi é um projeto meu. e quando eu digo 'é um projeto' é porque voces podem esperar outras partes minhas em breve.

F: O que você espera daqui pra frente?

M:O de sempre: estar com os amigos ouvindo musica,comendo meu chocolate e dançando no volume máximo em casa. foi assim que a idéia começou. e tô achando que vai dar certo de novo! :)


 
© 2012. Design by Main-Blogger - Blogger Template and Blogging Stuff